REDE DE PARCEIROS EM PROL DOS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

O Projeto Atuação Social trata-se de uma rede de cooperação entre organizações não governamentais que, por meio de colaboração mútua, produzirão muito mais do que se trabalhassem de forma isolada, gerando resultados significativos na vida das pessoas economicamente menos favorecidas da cidade de Novo Hamburgo.

OBJETIVO GERAL

O projeto objetiva atingir os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, estabelecidos para a cidade de Novo Hamburgo, através da formação de uma rede de cooperação entre entidades assistenciais da cidade, que tenham contato direto ou indireto com esses objetivos, de modo que seja promovido a sinergia necessária para se atingir resultados maiores do que aqueles que seriam atingidos de maneira isolada.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS

− Firmar parceria com, ao menos, uma entidade assistencial que atue em cada um dos Objetivos do Milênio;

− Com as entidades parceiras, realizar ao menos uma atividade anual em cada uma das comunidades da Pastoral da Criança de Novo Hamburgo;

− Motivar a participação das famílias, no Dia da Celebração da Vida, através de ações educativas direcionadas à saúde da gestante e das crianças, à economia doméstica, à preservação do meio-ambiente, entre outras, relacionadas aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, proporcionando um estímulo para aumentar o número de pessoas atendidas pelo projeto e, consequentemente, o bem-estar da população.

JUSTIFICATIVA

O município de Novo Hamburgo, no que diz respeito aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, estabelecidos pela ONU, apresenta resultados abaixo do esperado na maioria dos indicadores. Esses resultados não simbolizam apenas um descumprimento às metas estabelecidas para esta cidade, mas, sobretudo, representam uma estagnação na evolução do bem-estar social. O projeto justifica-se pela necessidade de melhora nos indicadores estabelecidos para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e, acima de tudo, pelo avanço que pode ser obtido, por meio dele, nas condições de vida da população economicamente menos favorecida.